Guia de Sobrevivência da Cidade – Ônibus.

Olá, pessoal, estreiando a categoria “GSC” … tá ali em cima.

Bem, hoje, falamos sobre ônibus, dicas e macetes desse meio de transporte… popular.

FATOS :

– Quando avistado, a probabilidade de pegá-lo é inversamente proporcional à sua velocidade de corrida até o ponto.

– A pessoa com a maior massa do local certamente sentará ao seu lado.

– A pessoa com a maior probabilidade de ensurdecer com apenas um mp3 player sentará na sua frente ou atrás.

– A pessoa com um celular tocando funk posiciona-se à poucos metros,
ou a muitos, mas você ainda irá escutar o som do inferno.

– Sempre haverá alguém comendo algo quando você estiver :
a) morrendo de fome
b) caindo de fome
c) com muita fome
d) esfomeado

– A lotação máxima, multiplicada por 4 é o total de pessoas dentro do ônibus,
em dias chuvosos.

– Uma prática bastante comum nos horários entre 18 e 20h, é a pirâmide humana.

– Assim como a probabilidade de alguém perguntar se pode segurar sua mochila é inversamente proporcional à quantidade de vezes que você mesmo já perguntou à alguém.

– Pessoas com idades entre 65 – 200 anos sempre conversam. Contigo.

– A pessoa mais louca e esquisita do ônibus sempre vai sentar perto. BEM perto.

– Sempre têm um velhinho que te olha com cara de ódio quando você senta
nos bancos preferenciais, mesmo que o ônibus esteja vazio.

– Pessoas com cadeira de rodas sempre vão te mandar tomar no c* se você
oferecer ajuda. E se não também, e ainda vão reclamar que não estão sendo
ajudados. Ou seja. Um cadeirante um dia vai mandar você tomar no c*.

– Crianças sempre enchem o saco.
– Crianças sempre encher o saco… de você.
– E você tem que sorrir.
– Ou jogá-la pela janela.
– Simples.

– A velocidade da batida de sua cabeça no vidro é proporcional à quantidade de sono que você se encontra.

– O odor corporal negativo (fedor) das pessoas é proporcional à quantidade
de passageiros dentro do veículo.

– A probabilidade de o ônibus ter passado, ou estar passando quando você chega na parada é de… 102%, em média.

– A probabilidade do veículo estragar é proporcional à sua pressa.

– O tempo procurando o cartão ou separando o dinheiro é proporcional à quantidade de gente esperando atrás de você, ou seja, pressão total.

– A qualidade do ônibus é quase sempre precária.
– E ônibus ótimos são pegos uma vez. Uma única vez. E depois somem.

– As janelas nunca abrem.

– Condicionador ligado não existe, mesmo quando está quente, mas em dias frios é essencial. (?)

Bom, espero que essas dicas tenham sido úteis!!!

Anúncios
    • tua.
    • 13 de maio de 2010

    – A pessoa mais louca e esquisita do ônibus sempre vai sentar perto. BEM perto.

    UIADSPASHUI, isso me lembra algo bem recente.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: